Até parece filme de ficção científica…

Posted on 05/novembro/2007

0


04/11/2007 – 11h21

Rede de PCs zumbis Storm assusta especialistas

GUSTAVO VILLAS BOAS
da Folha de S.Paulio

Uma rede de computadores sob o controle de criminosos que começou a ser montada pelo menos desde janeiro deste ano espalha medo em especialistas em segurança.

A Storm (tempestade, em português) pode ter mais poder de processamento que qualquer supercomputador do mundo hoje. A afirmação foi feita por Matt Sergeant, chefe de tecnologias anti-spam da MessageLabs, à revista "Information Week".

O poder de processamento da rede é considerado levando em conta a soma do poder dos milhões de máquinas infectadas que estariam sob o seu domínio.

A rede foi batizada de Storm porque o software malicioso que lhe deu vida espalhou-se por meio de um spam que remetia a uma tempestade que, no início do ano, provocou a morte de pelo menos 41 pessoas na Europa.
Peter Gutmann, pesquisador do Departamento de Ciências da Computação da Universidade de Auckland, na Nova Zelândia, também está preocupado com o poder computacional amealhado pela rede.

"Pode ser a primeira vez que um dos top 10 supercomputadores está sendo controlado não por um governo ou por uma megacorporação, mas por criminosos", alertou em um e-mail que circulou em agosto, em uma lista de discussão sobre criptografia.

Bruce Schneier, um especialista na área, descrito como guru da segurança nos EUA pela "The Economist", escreveu em artigo para a "Wired" que a Storm "é o futuro do malware" (outro nome para os programas maliciosos).

Ele diz que a rede muda a forma como entrega o vírus -já usou desde o YouTube até comentários em blogs-, e que os e-mails usam técnicas de engenharia social.

No mês passado, diz Schneier, a rede atacou sites de empresas anti-spam que tentam identificá-la, além da página de um especialista que publicou uma análise sobre ela.

"É uma teoria básica de gangues urbanas ou de alguns governos: deixe claro aos outros para que não mexam com você", escreveu na "Wired".

Scheiner vai além no artigo: "Nós simplesmente não sabemos como parar a Storm, a não ser encontrando as pessoas que a controlam e as prendendo".

Para ele, a rede, hoje, está principalmente "acumulando forças". "Estou preocupado com o que os criadores estão planejando para a fase dois."